30 de set de 2010

Street View Tupiniquim

30 de set de 2010
Por Jefferson Silva em
Eis que o tão aguardado Street View chegou oficialmente ao Brasil, inicialmente em 15 municípios do país, o primeiro da América Latina a contar com o serviço. Hoje pela manhã, após o anúncio, milhares de usuários começaram a caçar suas casas, locais de trabalho e outras bizarrices que o sistema traz. Mas, depois de dar algumas risadas com uma ou outra situação engraçada, o que dá para realmente fazer com o Street View e suas imagens em alta resolução?

As capitais São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte foram 100% mapeadas, e as regiões metropolitanas ao redor delas aproveitaram o passeio dos Stilos com câmera no teto – São Bernardo do Campo em SP e Niterói, no Rio, são uma das agraciadas. Em Minas, o Google foi esperto e mapeou cidades histórias, como Tiradentes, Mariana e Ouro Preto. No total, 51 cidades já foram capturadas pelas câmeras do Google. São impressionantes 150 mil quilômetros em pouco mais de um ano de estrada.
A qualidade das imagens impressiona. Uma primeira visita ao site (é só clicar no “Mais” ao lado do endereço e selecionar Street View) dá a sensação que estamos em 2027 – só faltam os carros voando mesmo. A reação inicial é encontrar sua própria casa, caçar conhecidos na tela e dar algumas risadas. Caçamos algumas bizarrices e selecionamos o que as pessoas podem fazer além de galhofar das situações alheias com o ótimo serviço do Google.

Foram necessárias poucas horas para a turba de usuários do Street View começarem a encontrar situações surreais captadas pelas câmeras. A primeira dica é visitar o endereço de todos os seus familiares, para confirmar se nenhum deles deu as caras no sistema. Nosso camarada Fabiano Candido, da Info, por exemplo, encontrou sua avó na varanda de casa, olhando marotamente (possivelmente assustada com a câmera gigante) para o carro do Google. Os rostos, pelo menos, ficam borrados – caso contrário, a enxurrada de processos ao sistema seria muito maior. O pessoal da UOL reparou que o Google ficou tão preocupado com a questão dos rostos que borrou até a cara da estátua do Borba Gato, em São Paulo (foto do topo).
Em Belo Horizonte, o primeiro relato bizarro foi o de um cidadão aparentemente passando mal – tudo indica que o camarada não está nada bem mesmo. Se em poucas horas os absurdos já começam a surgir, daqui há uma semana já poderemos fazer uma seleção das melhores imagens. Ah, e se você encontrar algo, mande para a gente, claro.
Via Gizmodo